THE VENUS PROJECT [INTRODUCTION]



Introdução – Economia Baseada em Recursos / Economy Based in Resources


O nosso sistema actual:

O nosso sistema econômico atualmente é monetário (baseado em moeda), que tem como principal motivação o lucro. Por sua vez, na busca por lucratividade, inevitavelmente gera-se escassez, pobreza, crime, corrupção, guerra e inúmeros outros sintomas. Impede também o desenvolvimento saudável da tecnologia, que deveria ser utilizada para benefício de toda a sociedade, assegurando a proteção do meio-ambiente, e não em prol da construção de armas, da massificação do consumo, da alienação e diversas outras aberrações. Os processos resultantes do sistema monetário, como o trabalho recompensado por dinheiro e a competição, alienam indivíduos afastando-os de seus verdadeiros potenciais de criatividade. Se a tecnologia fosse utilizada fora do âmbito do lucro, haveria maior abundância e distribuição inteligente de recursos, com consequente repercussão numa drástica redução da corrupção, da ganância e do egoísmo que caracterizam o mundo humano hoje.

A vida de todas as pessoas e nações, independente de filosofia política, credos religiosos ou costumes sociais, são idênticas na dependência por recursos naturais. Todos os seres necessitam de água e ar limpos, terra fértil para obtenção de alimentos, tecnologia e conhecimento técnico para proporcionar um alto padrão de qualidade de vida. Não existe dinheiro no mundo para garantir o acesso ao melhor que a tecnologia tem a proporcionar, como um ambiente plenamente saudável e a mais alta qualidade de vida. Mas existem recursos mais do que necessários para que isso seja feito. Ou seja, o planeta Terra tem recursos abundantes, mas a nossa forma de racionalizar estes recursos através do dinheiro está obsoleta, causando o sofrimento humano que já conhecemos. Não é de mais dinheiro que precisamos, mas de uma gestão inteligente dos recursos disponíveis no planeta que traga benefício a todos. E isto só pode ser alcançado através de uma economia baseada em recursos.


Economia Baseada em Recursos

O termo e significado de uma economia baseada em recursos foi originada por Jacque Fresco. É um holística sócio-econômica do sistema em que todos os bens e serviços estão disponíveis sem o

uso de dinheiro, créditos, troca ou qualquer outro sistema de dívida ou servidão. Todos os recursos tornam-se patrimônio comum de todos os habitantes, não apenas um grupo seleto. A premissa sobre a qual esse sistema se baseia é de que a Terra é abundante com recurso abundante; nossa prática de racionamento de recursos através de métodos monetários é irrelevante e contraproducente para a nossa sobrevivência.

A sociedade moderna tem acesso a tecnologia altamente avançada e pode tornar os cuidados de alimentação, vestuário, habitação e médicos disponíveis; atualizar nosso sistema de ensino e desenvolver uma oferta ilimitada de energia renovável e não contaminante. Através do fornecimento de uma economia com um design eficiente, todos podem desfrutar de um padrão de vida muito elevado, com todas as comodidades de uma sociedade de alta tecnologia.

Uma economia baseada em recursos seria utilizar os recursos existentes da terra e do mar, equipamento físico, instalações industriais, etc, para melhorar a vida da população total. Em uma economia baseada em recursos, em vez de dinheiro, nós poderíamos facilmente produzir todas as necessidades de vida e proporcionar um alto padrão de vida para todos.

Considere os seguintes exemplos: No início da Segunda Guerra Mundial os EUA tinham um mero 600 ou mais aeronaves de combate de primeira classe. Nós rapidamente superamos essa falta girando mais de 90.000 aviões por ano. A questão no início da Segunda Guerra Mundial foi: Será que temos fundos suficientes para produzir os instrumentos necessários de guerra? A resposta foi não, nós não tínhamos dinheiro suficiente, nem temos ouro suficiente, mas nós tivemos mais de recursos suficientes. Foi o que permitiu que os recursos disponíveis os EUA para alcançar a alta produção e eficiência necessárias para vencer a guerra. Infelizmente, este só é considerado em tempos de guerra.

Em uma economia baseada em recursos todos os recursos do mundo são tidos como patrimônio comum de todos os povos da Terra, assim, finalmente superando a necessidade de as fronteiras artificiais que separam as pessoas. Este é o imperativo unificador.

Devemos enfatizar que esta abordagem para a governança global não tem nada em comum com os objectivos presentes de uma elite para formar um governo mundial com eles próprios e as grandes corporações no leme, e a grande maioria dos subservientes da população do mundo a eles. Nossa visão da globalização fortalece cada pessoa no planeta para ser o melhor que pode ser, não viver em submissão abjeta a um órgão de governo societário.

Nossas propostas não só adicionar ao bem estar das pessoas, mas eles também fornecer as informações necessárias que lhes permitam participar em qualquer área de sua competência. A medida do sucesso seria baseada no cumprimento de uma de perseguições individuais ao invés da aquisição de bens, riqueza e poder.

No momento, nós temos bastante recursos materiais para fornecer um padrão de vida muito elevado para todos os habitantes da Terra. Somente quando a população excede a capacidade da terra de muitos problemas como o crime, ganância e violência emergir. Ao superar a escassez, a maioria dos crimes e até mesmo as prisões da sociedade de hoje não seria mais necessário.

Uma economia baseada em recursos, seria possível usar a tecnologia para superar a escassez de recursos através da aplicação de fontes renováveis ​​de energia, informatização e automação de manufatura e estoque, desenho seguro de eficiência energética das cidades e sistemas de transporte avançados, prestação de cuidados de saúde universal e educação mais relevante, e acima de tudo, gerando um novo sistema de incentivos com base na preocupação ambiental e humana.

Muitas pessoas acreditam que não há tecnologia demais no mundo de hoje, e que a tecnologia é a principal causa da nossa poluição ambiental. Este não é o caso. É o abuso e mau uso da tecnologia que deve ser a nossa grande preocupação. Em uma civilização mais humana, em vez de máquinas deslocando as pessoas que iriam encurtar a jornada de trabalho, aumentar a disponibilidade de bens e serviços, e prolongar o tempo de férias. Se utilizar uma nova tecnologia para elevar o padrão de vida para todas as pessoas, então a infusão de tecnologia da máquina não seria mais uma ameaça.

A economia baseada em recursos do mundo envolveria também all-out esforço para desenvolver novas fontes, limpa e renovável de energia: energia geotérmica; fusão controlada; solar; fotovoltaicos; eólica, das ondas e energia das marés, e até mesmo combustível dos oceanos. Nós acabaria por ser capaz de ter energia em quantidade ilimitada que poderia impulsionar a civilização há milhares de anos. A economia baseada em recursos também deve ser comprometida com o redesign das nossas cidades, sistemas de transporte e instalações industriais, permitindo que eles sejam eficientes, limpos e servir convenientemente às necessidades de todas as pessoas.

O que mais uma economia baseada em recursos significa? Tecnologia de forma inteligente e eficiente aplicada, economiza energia, reduz o desperdício e proporciona mais tempo de lazer. Com inventário automatizado em escala global, podemos manter um equilíbrio entre produção e distribuição. Apenas alimentos nutritivos e saudáveis ​​estariam disponíveis e obsolescência planejada seria desnecessária e inexistente em uma economia baseada em recursos.

À medida que superam a necessidade de profissões com base no sistema monetário, por exemplo advogados, banqueiros, agentes de seguros, marketing e pessoal de publicidade, vendedores e corretores da bolsa, uma quantidade considerável de resíduos serão eliminados. Quantidades consideráveis ​​de energia também seriam salvos, eliminando a duplicação de produtos competitivos, tais como ferramentas, talheres, panelas, frigideiras e aspiradores de pó. Escolha é boa. Mas em vez de centenas de fábricas diferentes e toda a papelada e pessoal necessário para transformar a produtos semelhantes, apenas alguns da mais alta qualidade seria necessário para atender toda a população. Nossa falta apenas é a falta de pensamento criativo ea inteligência em nós mesmos e nossos líderes eleitos para resolver estes problemas. O recurso mais valioso, inexplorado hoje é a engenhosidade humana.

Com a eliminação da dívida, o medo de perder o emprego não será mais uma ameaça. Essa garantia, combinada com a educação sobre como se relacionar com um outro de uma maneira muito mais significativa, poderia reduzir consideravelmente tanto estresse físico e mental e deixar-nos livres para explorar e desenvolver nossas habilidades.

Se o pensamento de eliminar o dinheiro ainda incomoda, considere isto: Se um grupo de pessoas com ouro, diamantes e dinheiro foram presos em uma ilha que não tinha recursos como comida, água e ar limpos, a sua riqueza seria irrelevante para a sua sobrevivência . É somente quando os recursos são escassos que o dinheiro pode ser usado para controlar sua distribuição. Não se poderia, por exemplo, vender o ar que respiramos ou a água abundante que flui para baixo de um córrego. Embora o ar ea água são valiosos, em abundância, não podem ser vendidos.

Dinheiro só é importante em uma sociedade quando os recursos certos para a sobrevivência deve ser racionada e as pessoas aceitam o dinheiro como meio de troca para os recursos escassos. O dinheiro é uma convenção social, um acordo se você quiser. Não é nem um recurso natural nem representa um. Não é necessário para a sobrevivência, a menos que fomos condicionados a aceitar como tal.

QUAIS AS NOVAS ACÇÔES NESTA NOVA ECONOMIA BASEADA EM RECURSOS?

Muitas pessoas se perguntam sobre esta nova economia baseada em recursos. Muitos dizem que esta nova economia baseada em recursos tem a haver com a economia baseada em recursos que surgiu antes da economia monetária, onde todos os mal começaram desde de ai começaram.

Os aspectos negativos da economia baseada em recursos antiga, é de que eles não tinham produção suficiente, muito menos as máquinas que hoje nós temos. Portanto em conclusão com a mão-de-obra, não havia grande produção de bens para poder criar abundância, e a troca de objectos, era necessária para tais escassas oportunidades de abundância.

Actualmente as murais mudaram, estamos mais bem desenvolvidos, somos capazes de aceitar-nos a todos como irmãos desde de que puxemos pela nossa consciência, se continuarmos a produzir violência, é porque não sabemos utilizar a nossa inteligência de forma racional para tentar pensar no futuro ou nas acções que fazemos, tudo isto também depende da educação, uma vez que o controlo da população depende da educação. Hoje temos máquinas para criar abundância o que quer dizer que a troca de objectos deixa de ser opção viável, e onde a tecnologia pode ajudar na reparação de muita coisa, como as terras para a opção de abundância. Se conseguirmos evoluir o suficiente, podemos criar máquinas mais depressa do que a própria economia monetária não seria capaz de o fazer, a não ser à força bruta.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: